segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Amor que é paixão

Ia te escrever todos os dias. A ti dedicar amor eterno e incondicional. Mas não tenho estômago pra isso - aliás, ninguém tem! Dedicar amor a quem não quer a dor. Sentir a dor por que não quer amor - o meu amor! Amor? Amor exige reciprocidade; amor não existe. Existe sim, paixão, compaixão, afeto, dedicação... Se amor existisse eu te amaria por toda a minha vida e só a ti amaria. Pelo nada sempre esperaria. Tudo por ti faria. Sem nada em troca - sim, eu faria! Mas eu não amo. Não, pelo menos, no sentido mais utópico. Eu exijo em troca amor em igual capacidade, em igual aceitação. Eu exijo que me dês de boa vontade, na bandeja, o teu coração. Eu exijo de ti tudo o que todos exigiriam, amor! Mas um amor que é paixão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário